PROCURA FORNECEDOR?

Amores Iguais por Geovanna Tominaga

 

Eles se conheceram e algo de “felizes para sempre” ficou no ar… Um amor daqueles de fazer suspirar, de flores e bilhetes, de príncipes e princesas. No caso… de príncipe e príncipe”. Esse é um trecho do texto que escrevi para a celebração de um casamento homoafetivo que aconteceu no início desse ano aqui no Rio de Janeiro. De tão sincera, a historia do casal virou um mini-doc sobre casamentos entre o mesmo sexo. “Amores Iguais” mostra que não existe diferença quando se trata de amor verdadeiro.

Quando recebi o convite para celebrar a união do Rogério e do Vinícius sabia que seria especial. Ouvi atentamente cada detalhe daquela história, dos momentos mais difíceis até os que transbordavam alegrias, e pude sentir o quão puro, real, era aquele sentimento.  “Quase palpável de tão verdadeiro!”.

Depois de alguns encontros acompanhados de cafés e lágrimas, entendi que aquele amor sincero deveria ser compartilhado para além do círculo de confiança dos noivos. Eles toparam na hora! A oportunidade de inspirar outros casais a assumir seus parceiros de forma honesta e respeitosa foi o que motivou Roger e Vini aceitarem ser protagonistas desse documentário sobre casamento homoafetivo.

No Brasil, a regulamentação do casamento gay teve início em 13 de maio de 2013. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) publicou a resolução 175 que passou a garantir aos casais homoafetivos o direito de se casarem no civil. Com isso, os cartórios não puderam mais negar o registro de união entre pessoas do mesmo sexo.  Só no primeiro ano, foram celebrados 3.700 casamentos civis. Em 2017, foram cerca de 15 mil registros oficiais no país, um aumento de 51,7% desde o primeiro ano da norma em vigor (segundo dados do IBGE). Uma conquista e tanto para aqueles que desejavam tanto ver seus direitos respeitados.

Para além das questões burocráticas está a questão da aceitação social e do respeito às escolhas individuais. Achar a “cara metade” parece missão quase impossível nos dias atuais, por que então não celebrar quando finalmente encontramos o amor de nossas vidas?  Por que fazer distinção se amor é amor em qualquer planeta? Sentimento puro desprovido de cor, raça, crença, status social ou time de futebol.

Aplaudo os queridos Rogério e Vinícius, e tantos outros casais, que tiveram a vontade de simplesmente celebrar o amor que sentem um pelo outro. E que essa linda história de amor sirva de inspiração para tantas outras pessoas.

 

All we need is Love… And respect!

Com amor,

 

Realização, texto e direção: Celebrando Amor | Fotos: Denise Ricardo Weddings | Filme: About Yesterday | Local: Hotel Santa Teresa MGallery | Bebibas: Wine Eventos