PROCURA FORNECEDOR?

A história da imperatriz Matilde | Um casamento feito para dar errado

história imperatriz matilde casamento errado blog colher de chá noivas manoela cesar

 

Matilde era filha de Henrique I, rei da Inglaterra (o filho mais novo de Guilherme, o conquistador), e sua primeira esposa Matilde da Escócia. Em 1114 ela se tornou imperatriz romana ao se casar com Henrique V, sacro imperador romano-germânico. Em 1125 (portanto 11 anos após ter deixado a casa dos pais), ao tornar-se viúva, foi despachada de volta para Inglaterra, pois o casal não tinha filhos.

 

história imperatriz matilde casamento errado blog colher de chá noivas manoela cesar

A Imperatriz Matilde

 

Três anos antes, o único irmão legítimo de Matilde, Guilherme de Adelin, morreu em um naufrágio e a sucessão do trono inglês foi posta em dúvida. Henrique I já tinha se casado novamente, mas ainda não tinha outro herdeiro homem, e apavorado de não conseguir garantir seu direito a sucessão, convocou os nobres e em 1126 os obrigou a reconhecer os herdeiros de Matilde como herdeiros legítimos ao trono inglês.

O pai de Matilde tratou de achar imediatamente novo marido adequado para a filha. O consorte proposto foi o filho mais velho do Conde de Anjou, o que iria garantir as fronteiras do Sul com a Normandia.

Parecia tudo resolvido através dos diplomatas e então foi que descobriram que a noiva Matilde tinha 25 anos e o noivo Godofredo, apenas 11. E ainda assim o casamento foi realizado! É verdade que as bodas só aconteceram na segunda data marcada, uma vez que na primeira ocasião, o noivo não pode comparecer pois foi acometido de sarampo.

 

história imperatriz matilde casamento errado blog colher de chá noivas manoela cesar

Godofredo de Anjou

história imperatriz matilde casamento errado blog colher de chá noivas manoela cesar

A imperatriz Matilde

história imperatriz matilde casamento errado blog colher de chá noivas manoela cesar

A Imperatriz Matilde

 

O casamento se mostrou difícil, mas ainda assim Matilde em 1133 deu à luz a seu primogênito, o futuro rei Henrique II que sucedeu o primo Estevão, e ascendeu ao trono aos 21 anos em 1154.Como solução para questões sucessórias o matrimônio foi um sucesso. O mesmo não pode ser dito no que se referiu à felicidade do casal.

 

Sobre o Colunista

Fernanda Britto – Costumes, Cerimonial e Protocolo. Trabalhando há mais de 30 anos com receptivo e cerimonial de VIP’s do Oriente médio, Europa e África, especializou-se em histórico de protocolos de casas reais.Consultora de Etiqueta e protocolo de diversas publicações e cerimoniais oficiais.Professora de Etiqueta e comportamento fundamentados em História e Antropologia.Em caso de dúvidas, entre em contato com conteudo@colherdechanoivas.com