PROCURA FORNECEDOR?

A versatilidade na decoração de Daniel Cruz

Que o trabalho de Daniel Cruz na decoração de casamentos é fantástica, disso ninguém tem dúvidas. Seus projetos, sempre exclusivos e criados tendo a personalidade e a expectativa dos noivos em mente, são dignos de muitos elogios não só pela sua qualidade, mas também pela sua versatilidade. Em duas propostas com a mesma natureza, a de fazer o salão ganhar um ar intimista, como se os noivos estivessem recebendo seus convidados em casa, Daniel conseguiu criar dois ambientes completamente diferentes um do outro – e igualmente impressionantes.

Casamento no Copacabana Palace

daniel-cruz-manoela-cesar-1

O primeiro pautou-se em uma paleta de cores mais clara e alegre, brincando com o ambiente de estilo clássico do hotel icônico – e evidenciando a madeira encerada na mobília. O degradê de tons de rosa fez-se presente tanto na mesa de doces – nas flores em vasos de cerâmica azuis com ares de azulejaria portuguesa – quanto nos arranjos florais imponentes distribuídos por todo o espaço. Para as mesas de convidados, vasinhos, cachepots e cerâmicas de diversos estilos sobre livros intensificaram a pegada acolhedora, que também ganhou força com os diversos lounges do projeto, e deram um up no estilo do grande dia. Para finalizar, velas românticas na decoração aérea estiveram suspensas por todo o ambiente. Vamos ver mais detalhes da decoração, clicada por Paulo H. Lima, nas fotos abaixo e em nossa mini galeria?

daniel-cruz-manoela-cesar-3

daniel-cruz-manoela-cesar-2

daniel-cruz-manoela-cesar-8

daniel-cruz-manoela-cesar-6

Fotografia: Paulo H. Lima | Mobiliário: Lona Cristal Eventos | Paisagismo: HortoArt | Iluminação: Two Lights | Flores: A Roseira Decoração | Tapetes: Spiro Tapetes | Velas: Eliana Lipiani | Cenografia: Lonarte | Objetos de decoração de mesa: Ruth Dourado

Casamento no Museu Histórico Nacional

daniel-cruz-manoela-cesar-12

Já no segundo, o clima foi outro: também pensando em criar um ambiente aconchegante, Daniel beneficiou-se do estilo rústico predominante na arquitetura do museu para projetar uma festa mais clássica, em que os detalhes aéreos com jardins suspensos de folhagens, orquídeas e muitas velas, dando a impressão de vaga-lumes na floresta, fossem os grandes destaques. Folhagens e sementes deram o tom dos arranjos dos diversos lounges e mesas dos convidados, ganhando uma cor mais alegre e suave com o rosa antigo – usado de forma bem delicada para evidenciar os detalhes. O rico paisagismo dos muros ingleses deu ainda mais dimensão à decoração, harmonizando muito bem com os apoios de bar próximos da pista de dança.

Já na cerimônia, realizada também no museu, Daniel priorizou a pegada do jardim encantado usando guirlandas com folhagens verdes e flores brancas, que contornavam a nave acarpetada de verde musgo – chegando a um gazebo florido seguindo o mesmo padrão das folhagens e flores. Lindo, não acharam? Vamos ver os detalhes nos cliques de Carol Maquet nas fotos e em nossa mini galeria abaixo:

daniel-cruz-manoela-cesar-18

daniel-cruz-manoela-cesar-17

daniel-cruz-manoela-cesar-11

daniel-cruz-manoela-cesar-16

daniel-cruz-manoela-cesar-19

Fotografia: Carol Maquet | Mobiliário: Festah e Do Garimpo | Paisagismo: HortoArt | Iluminação: Two Lights | Flores: A Roseira Decoração | Velas: Eliana Lipiani | Cenografia: Lonarte | Objetos de decoração de mesa: Ruth Dourado