PROCURA FORNECEDOR?

Caixinha de luxo: a Tiffany chega ao Rio

Finalmente, poderemos ter dias de Holly Golightly em solo carioca! As famosas e desejadas caixinhas azuis da Tiffany & CO enfim chegaram ao Rio. Estive anteontem na festa do shopping e pude ver as vitrines lindas que já estão em clima de natal. Uma coisa que sempre me passa pela cabeça quanto penso na Tiffany é que de fato eles nos convidam a sonhar.  A marca sabe como poucos aliar um produto a um sonho. Eles são responsáveis por vídeos belíssimos, sempre associando as suas joias a presentes que marcam momentos importantes da vida, ritos de passagem, ao amor, ao casamento, ao desejo feminino de ser feliz e de ver beleza na rotina. Por isso, sou tão fã e me identifico tanto com toda as suas campanhas. Não é apenas uma  joalheria, é enxergar nas joias uma representação de um modo de vida, de uma vida que, sim, acredita nas coisas boas e quer ser feliz.

E para a estreia da grife na cidade maravilhosa, todo o glamour:  a loja, que tem 250 m2, exibirá uma coleção de diamantes amarelos que vem de Nova York especialmente para a ocasião. Para as apaixonadas, vale reparar nos datalhes da decoração.

“Estamos orgulhosos e animados para abrir as portas no Village Mall”, disse Michael J. Kowalski, Chairman da Tiffany & Co. “É o lar perfeito para as legendárias coleções de joias da Tiffany e reforça o compromisso que fizemos de aumentar a nossa presença no Brasil”.

Estaremos lá e todo mundo poderá acompanhar a inauguracão pelo Instagram do blog @colherdecha

 

– As maçanetas da loja carioca têm o mesmo desenho da folha de trigo da matriz na Quinta Avenida, imortalizada no filme “Bonequinha de Luxo”;

– O carpete foi fabricado com estampas de libélulas e magnólias, inspiradas nos renomados trabalhos em vidro do designer da Art Nouveau, Louis Confort Tiffany, filho do fundador da companhia.

– Móveis customizados foram criados através de uma paleta de cores com azul, incluindo o icônico Azul Tiffany, e o prateado;

– O projeto para a loja do Village Mall manteve a fachada de mármore branco e painéis de vidro no tom que todas amamos.

– O coquetel de recepção, hoje, terá a tradicional cerimônia de corte da fita;

Uma das maiores pedras do mundo foi descoberta na mina da África do Sul em 1877 e adquirida pelo fundador da Tiffany, Charles Lewis Tiffany, um ano depois. A aquisição dessa pedra repercutiu na reputação do Senhor Tiffany, que começou a ser chamado de “O Rei dos Diamantes” e fez de sua empresa uma autoridade em diamantes do mundo.

A pedra bruta foi levada para Paris, onde o gemólogo chefe da Tiffany, George Frederick Kunz, supervisionou o corte e a lapidação do diamante. A intenção foi privilegiar o brilho ao tamanho, por isso, dos 287,42 quilates a pedra passou para 128,54 quilates, lapidada em formato cushion-brilhante, com inéditas 82 facetas – 24 facetas a mais do que a tradicional lapidação formato brilhante que é de 58 facetas.

Esses diamantes amarelos são distinguidos por uma coloração pura, com um nível de saturação e intensidade que os coloca entre as pedras mais finas e mais procuradas do mundo. Com precisão matemática, lapidadores especializados da Tiffany determinam a disposição exata das facetas.

A história

Um Natal bem vintage… <3

Fotos: Manoela Cesar e mangobluete.com