PROCURA FORNECEDOR?

Inspire-se no clássico O Quebra-Nozes

Era noite de Natal em uma pequena cidade do interior da Alemanha no início do século XIX. Filhos de um importante líder da cidade, os pequenos Clara e Fritz estão ávidos para abrir os presentes que esperam por eles na enorme árvore de Natal de sua casa. Desta vez, o padrinho Drosselmeyer presenteia Clarinha de forma muito original: um boneco quebra-nozes de madeira. Ao se deitar, Clara vê o boneco ganhar vida e tem início uma série de aventuras, como a guerra contra o Rei Rato e a visita ao colorido mundo da Fada Açucarada.

The Royal Ballet The Nutcracker Ballet O Quebra Nozes

A personagem Clara dança com seu Quebra-Nozes na noite de Natal | Foto: The Royal Ballet

A trama tão lúdica e vanguardista de ETA Hoffmann, publicada em 1816, deu origem a um dos maiores clássicos natalinos do mundo: O Quebra-Nozes. Assistir a este ballet com a saltitante trilha de Tchaikovsky é uma tradição em diversos países, inclusive e cada vez mais no Brasil. Mas, foi há apenas 3 anos que me apaixonei por este soldadinho de dentes aparentes. Na verdade, foi nesta época, quando meu filho nasceu, que eu redescobri não apenas o Quebra Nozes, mas toda esta tal “magia do Natal” que eu não sentia desde que eu era criança e que hoje é tanta que me faz querer ter um blog só para falar de Natal (!).

quebranozesalemanha

Tive a sorte de ter natais muito bonitos quando era pequena, sempre fazendo uma pequena peregrinação da casa da minha avó materna para a casa da avó paterna. Natal era sinônimo de bagunça no quintal, de apresentação da peça de teatro feita junto com os meus 12 primos maternos, de rever os primos paternos de São Paulo, de pegar sol no jardim da vovó Edna na manhã do dia 25 (enquanto ouvia a barulheira deliciosa da galera jogando super Mario Bros…). Para mim, o Natal independe da religião, já é uma celebração que transcende o cristianismo e convida a todos para apertar o pause, desacelerar e celebrar a vida em família. E não há nada tão poderoso quanto saber que temos uma família para amar, discutir, bagunçar, criar, cuidar e, por que não, presentear.

Natal não é só dia 24 e 25. Para quem se deixa contagiar, ao longo de todo o mês de dezembro já sentimos uma energia de transformação no ar. Aqui em casa temos alguns rituais ao longo do mês: montar a árvore  de Natal juntos, no primeiro dia de dezembro; escrever a cartinha do Antonio para o Papai Noel e “ouvi-lo” vindo buscar a carta na porta da nossa casa; fazer foto de nós 3 com o “Papai Noel Verdadeiro” (o do Shopping Leblon é o nosso verdadeiro), assistir ao ballet O Quebra Nozes,  fazer um lanchinho de Natal para as crianças amigas do Antonio, receber a família materna para um almoço de Natal, passar o mês inteiro fazendo biscoitinhos para presentear as pessoas queridas, entregando junto a nossa receita impressa.

natal 2014

 Mas, voltando a falar do Quebra Nozes, a minha paixão me fez pesquisar e encontrar algumas coisas que podem fazer a diferença na noite de quem curte celebrar o Natal à moda clássica:

o quebra nozes

Assistir a versão inglesa “The Nutcracker” do Royal Opera Ballet. A mais bela de todas! Eu já assisti bilhões de vezes, é só novembro terminar que o disco quase arranha de tanto ser visto e ouvido aqui em casa. Por livre e espontânea pressão o marido também entra no clima e o filhote até já aperta o play sozinho. Também vale deixar o ballet tocando enquanto faz qualquer outra atividade – como decorar a casa para o Natal, por exemplo!

Assistir ao ballet O Quebra-Nozes ao vivo e a cores no Theatro Municipal do Rio de Janeiro com a Orquestra Sinfônica. Todo mundo merece esta alegria de Natal pelo menos uma vez na vida.  Tchaikovsky é mesmo emocionante. E com esta orquestra e este ballet, é benção dupla! Me emocionei na hora do coro também. O coro do Municipal é de arrepiar! Clap Clap Clap, de pé.

Ter em casa um autêntico nutcracker  “made in Germany”. A Alemanha tem uma fortíssima tradição de brinquedos artesanais, enfeites natalinos e peças decorativas em madeira. Se você quer ter um quebra-nozes, vale investir em um autêntico da Bavária. Vai durar a vida toda. O meu comprei na belíssima Holz-Leute, uma loja perto de Marienplatz que é tipo sonho de todos os geeks de natal.

Fazer biscoitinhos no formato deles. Em uma visita à Oktoberfest de Stuttgart, encontrei o cortador de biscoitos em formato de Quebra-Nozes e é claaaro que ele veio comigo para o Brasil (na mala de mão, que eu não queria correr risco dele se perder pelo caminho!).  Aí foi só pegar a minha querida Receita de Biscoitos de Natal, reunir os pequenos e colocar a mão na massa – confesso, este é um dos raros momentos em que se pode dizer aqui em casa que “tem mamãe na cozinha”..! Talvez a única guloseima que sei fazer de verdade.

Descobrir as lindezas de papel feitas pela americana Meri Meriminha preferida de todas as papelarias preferidas. A loja AC Album & Gifts vende Meri Meri aqui no Brasil, e eles têm uma linha de artigos para festas com o tema do Quebra-Nozes. Comprei a Guirlanda e os cake toppers para o almoço de Natal aqui de casa. Minha sogra comprou a bandeja pedestal para bolo. Tudo lindo demais. Não é baratinho. Mas é muito charmoso. E nesta horas de gastos “fru-fru” repito para mim mesma: é para ter estes pequenos atos de desatino lúdico que a gente vive. E tenho dito!