PROCURA FORNECEDOR?

{livros} 10 dicas para a biblioteca da noiva

Além de todos preparativos com a festa de casamento, a noiva também precisa se ocupar com a montagem da casa nova – ou melhor, se preparar para a toda uma vida nova!

Casar implica saber comandar um casa, ter jogo de cintura diante dos imprevistos, montar uma boa agenda de primeiros socorros (diarista, eletricista, marceneiro, encanador…) e tudo isso demanda uma aprendizagem e uma organização que passamos a vida toda aprimorando – e isso sem falar da fase em que os bebês chegam!  Resolvi então compartilhar com vocês alguns livros que podem fazer diferença nesta fase de preparativos e, especialmente, na biblioteca da casa nova. Alguns mais divertidos, outros mais práticos, alguns mais antiguinhos, outros recém-lançados, mas todos leituras deliciosas!

 Damas de honra – Quatro casamentos e nenhum funeral – Se este livro fosse um filme, com certeza estaria na estante comédia romântica, daquelas bem boas e açucaradas, como nós, mulheres apaixonadas, amamos! Lançamento da Editora Record, além de ser uma ótima dica para a noiva se divertir, o texto de Jane Costello pode ser também uma ótima dica de presente para as madrinhas e damas de honra adultas (costume dos EUA que vem crescendo bastante por aqui). A história começa quando Evie Hart aceita ser dama de honra de sua melhor amiga e acredita que isso é o mais perto que conseguirá chegar do altar. Até hoje, aos 27 anos, Evie nunca viveu um grande amor. E, por ironia do destino, todos a seu redor, inclusive sua própria mãe, estão com os dias de solteiro contados. Ela treme só de pensar nos inúmeros casamentos que tem pela frente! Mas sua fobia de relacionamentos pode ter cura. Um convidado especial, que está sempre presente nas cerimônias, é capaz de fazer com que ela queira ser um pouco mais do que dama de honra.

Um romântico incorrígivel – Este lançamento da Verus Editora é ótimo para desmentir aqueles que dizem que “os homens são todos uns insensíveis”. Engraçadíssimo, bem no tom das histórias de amor que se passam em NY, o depoimento real do jornalista americano Devan Sipher, que tem de escrever  uma coluna sobre casamentos toda semana, reconhece no casamento um rito de amor e comprometimento com este amor. Sua vida muda ao conhecer o amor da sua vida e partir a atrás dele, sonhando casar com ela.

Almoço em Paris – Gosto tanto deste livro que esta é a segunda vez em que o cito aqui no blog. Neste romance delicioso, a americana Elizabeth Bard narra os bastidores de seu noivado e casamento com  o francês Gwendal. Tudo começa em um almoço em Paris, que a levou a ser pedida em casamento enquanto passeavam pelas ruas da cidade. Pega de surpresa, ela expõe exatamente o que sentiu:  “De alguma maneira, naquele momento, a inevitabilidade da coisa me atingiu em cheio. (…) Eu dei um passo a frente e encarei a felicidade de frente pela primeira vez”. Lindo demais, e toda noiva sabe o que é isso! Além de narrar os preparativos do casamento, o lançamento da Editora Leblon é todo entremeado por dezenas de receitas maravilhosas, como a de  que as noivas leitoras levam para a vida nova! Nas palavras da sinopse, o livro “não é a versão hollywoodiana, mas a verdadeira Paris, uma intoxicante mistura de morcela e verbos irregulares”.

Como pregar um botão e outras coisas que sua avó sabia fazer  –  Você vai casar e não sabe quase nada – ou nada – sobre os encantos e desafios que envolvem cuidar do seu lar doce lar, certo? Então dê uma pausa para si mesma e delicie-se com o livro da americana Erin Bried. Moradora do Brooklin, em Nova York, a jovem escritora faz um inspirado resgate da sabedoria de nossas avós sobre como fazer a limpeza da casa, cozinhar quitutes dos deuses e até mesmo dar brilho nos sapatos. A versão em portugues do original “How to sew a button” chegou às livrarias daqui pela editora Civilização Brasileira.

Eu odeio cozinhar – Receitas fáceis para quem tem mais o que fazer –  Ok, você trabalha muito e desde pequena nunca sentiu atração pela dupla forno e fogão. Mas, agora a temporada de vida mansa na casa dos pais está com os dias contados e sim, você terá uma cozinha para chamar de sua – seja isso bom ou ruim, é um fato! De olho na praticidade, e sem esperar que as mulheres tenham vontade de passar o dia conversando com os utensílios gastronômicos, a americana Peg Bracken lançou um best seller em 2007 que chega agora ao Brasil pela Verus Editora. O livro é de fato um achado para mulheres com o perfil citado acima (no qual me incluo!). Entre meus capítulos preferidos estão “Jantar na casa dos amigos, ou como levar água para a limonada“, “30 pratos principais para o dia-a-dia ou a Pedreira

The DIY Bride: 40 Fun Projects for Your Ultimate One-of-a-Kind Wedding – Este ainda não tem por aqui, mas é fácil traze-lo pelo site Amazon.com. O livro é um mimo que ajuda muito a concretizar aquelas mil e uma ideias que a gente vai reunindo pela internet. São 40 projetos de DIY da autora Khris Cochran bem divertidos para dar um clima handmade no casamento. Depois de casar, vale guardar para emprestar as amigas e até para decorar o cantinho que terá as fotos do casamento, porque a capa é super fofa! (confesso que comprei pela capa, rs).

A Parisiense – O Guia de Estilo de Ines de La Fressange Este é uma bíblia da elegância. E ao ler a gente aprende não só a treinar o olhar ao abrir a porta dos armários para ver o que vai bem com o que, como a sacar como as outras coisas que não só roupas podem ser combinadas, tipo estampas da decoração da casa, por exemplo. Lançado pela Intrínseca no início deste ano, o livro conta ainda com a colaboração de Sophie Gachet para fazer um manual de fácil e delicioso manuseio, repleto de fotos ilustrativas, check lists e links de sites e recantos inspiradores em Paris. Ele está entre os meus prediletos e acho que vai entrar para o de vocês também!

Comprometida – Depois do sucesso que a autora Elizabeth Gilbert fez com “Comer, Rezar e Amar”, a editora Objetiva apostou nesta continuação que é perfeita para quem está de casamento marcado. Liz, como é apelidada a autora, faz uma pesquisa da história do casamento no mundo, em diferentes culturas. E a todo tempo pontua o que vem descobrindo com o seu próprio noivado e sua inclinação ou não para ser uma boa esposa, já que ela teve um divórcio horroroso no primeiro casamento e morre de medo de se lançar nesta aventura novamente. Confesso que senti raiva dela em alguns trechos, desdenhando do casamento, mas, claro, é tudo uma fachada de quem na verdade está apavorada diante de uma grande paixão, né?

Como o mundo faz amor – E olha isso, outro livro ótimo sobre casamento escrito por um homem sensível, também da Verus Editora. Desta vez, a história começa meio trágica: o autor, Franz Wisner, foi abandonado no altar pela noiva. Isso é um fato real. A partir de então, ele passa a frequentar casamentos em diversos pontos do planeta, com a missão de coletar as mais importantes lições de amor que o mundo tem a oferecer, para tentar reconstruir sua vida amorosa. Com passagens pelo Brasil, Egito, Índia, República Tcheca, Nicarágua, Botsuana e Nova Zelândia, Wisner fica cada vez mais instruído no assunto, porém ainda não consegue encontrar o segredo para a felicidade em sua própria vida afetiva.

A vida é bela – Este é figurinha repetida, aparece até no vídeo de apresentação do blog, porque eu sou mesmo muito encantada pela história do autor, Dominique Glocheux, e sua frases inspiradíssimas sobre como viver melhor, especialmente na relação a dois.  Editado pela Sextante, ele tem continuação no “A Vida é Bela com seus filhos” e “A Vida é Bela no trabalho”. Como se costuma dizer neste tipo de leitura: “são gotas de sabedoria”, que passam longe da pieguice e muito próximo da nossa rotina. É lindo, bom e bem baratinho!