PROCURA FORNECEDOR?

Nova Zelandia

yes you can travel blog de viagem coluna no colher de chá noivas

Novo post, novo destino de lua-de-mel. E dessa vez, vou falar sobre a Nova Zelândia, um país que fica literalmente do outro lado do mundo, mas que é tão incrível que vale a pena ser visitado e é tão grande que vai render dois posts, hehe.  A Nova Zelândia pode ser basicamente dividida em duas ilhas (digo basicamente porque há outras ilhas menores que fazem parte do território Neozelandês) esse primeiro post vou falar da ilha norte, onde fica o centro financeiro do país e algumas das locações do filme “Senhor dos Anéis”.

Foto - Auckland editada

A cidade mais importante da Ilha Norte é Auckland, principal centro financeiro do país e uma das cidades com mais atrações urbanas para os visitantes, já que com 1,2 milhão de habitantes, a metrópole concentra mais de um quarto da população do país. Dentre as visitas obrigatórias estão a Sky Tower (de onde se tem uma vista panorâmica linda da cidade) e a Queen Street, principal rua do centro da cidade, onde há uma mistura de centros comerciais, lojas, restaurantes, casas noturnas e bares. Sugiro passear lá durante o dia, para sentir a rotina da cidade.

Também vale destacar os parques Grey Lynn Park (onde acontece sempre partidas de rúgbi, a paixão nacional), Victoria Park (em estilo inglês e que tem ao seu lado o Victoria Park Market, mercado enorme desses “tem tudo” que também vale a visita) e Western Park (o mais antigo e com muita influência do povo local, os Maori).

Também é muito recomendável passear pelas áreas de marina (ou seja, que margeiam a baía), sendo Viaduct Harbour e Wynard Quarter as mais descoladas, repletas de lojas, bares e restaurantes.  Na área de Viaduct Harbour fica também Prince’s Wharf, um mega píer sempre bem frequentado. Dali também consegue-se pegar um ferry até as ilhas do Golfo de Hauraki: Rangitoto (onde há um vulcão), Waiheke (conhecida por suas vinícolas e orla charmosa) e Great Barrier (um paraíso para os surfistas), todos passeios que levam pelo menos metade de um dia, então vale a pena reservar alguns dias para ficar em Auckland.

Saindo de Auckland, a boa é ir para Taupo, cidade pequena, sem muitas atrações em si, mas que é um dos melhores locais para quem quer pular de paraquedas e que tem também o Parque Nacional Tongariro, um dos parques com maior variedade de fauna da Ilha Norte.

Para pular de paraquedas, a boa é procurar a Skydive Taupo, empresa especializada nos saltos e que consegue promover uma experiência completa (treinamento + saltos + fotos e DVD). A Nova Zelândia é a terra dos esportes radicais, então se alguém tiver vontade de se arriscar, esse é o melhor lugar possível (digo, seguro) para tentar!

Já o Parque Tongariro é o parque mais antigo da Ilha Norte, eleito pela Unesco como uma das heranças naturais do mundo, é muito extenso e com uma variedade enorme de fauna e flora, incluindo até mesmo um vulcão na região. O parque tem uma caminhada famosa, a Tongariro Crossing, que é uma caminhada de 19km por trilhas dentro do parque e que passa por várias locações da trilogia do Senhor dos Anéis (me desculpem insistir no tema, mas o filme é incrível e as locações mais ainda), que leva um dia inteiro. Para quem curte trilha ecoturismo, vale muito a pena!

Foto - Tongariro Park 1 editada

 

Foto - Tongariro Park 2 editada

Saindo de Taupo, fechamos a Ilha Norte visitando Wellington, capital da Nova Zelândia que fica lá na pontinha da ilha e é mais conhecida como a terra do cinema neozelandês. Apesar de ser a capital do país, Wellington é pequena e pode ser facilmente conhecida em dois dias. Dicas imperdíveis são o Museu Te Papa, ou Museum of New Zealand, que tem como foco a história da Nova Zelândia, sua colonização e a cultura do povo Maori (nativos da região). Eu particularmente gosto muito de conhecer a história de um lugar que estou visitando e acho que vale muito a pena!

Foto - Wellington editada

Além do Te Papa, o Jardim Botânico de Wellington é lindo e vale uma visita! Por fim para quem curte a sétima arte é obrigatória uma visita a Miramar, o subúrbio que respira cinema e que foi o quartel general do Peter Jackson durante a produção do Senhor dos Anéis e que também serve como apoio para diversos outros filmes.

Muita coisa para conhecer não é mesmo, e isso tudo só em uma ilha, a próxima a gente confere no meu próximo post ;)

Alessandra Salgado Yes You Can Travel

 

Se você ama viajar, visite o blog do casalYes, You Can Travel